Menu Fechar

5 Dicas Para Evitar Falência da Empresa Durante o Isolamento Social

Se você possui uma empresa de pequeno ou médio porte, veja o que fazer para evitar a falência da empresa durante o isolamento social.

Como evitar a falência da empresa durante o isolamento social

Todos nós sofremos os impactos provocados pelo isolamento social que infelizmente é algo necessário para conter a curva de crescimento do Coronavírus.

No entanto, dentre as empresas, as menores é que podem experimentar um golpe maior.

Isso porque geralmente não possuem uma reserva de capital grande que possa segurar crie por muito tempo.

Outro motivo é que grande parte destes negócios trabalham com serviços, o que depende diretamente da presença do cliente.

Se você faz parte desse grupo, saiba que existem algumas medidas que podem ser tomadas com intuito de diminuir esse impacto negativo em seu negócio. Então, siga lendo o artigo e descubra o que fazer para proteger seu empreendimento.

Confira 5 Dicas Para Evitar a Falência da Empresa Durante o Isolamento Social

Ajuste Sua Produção e Faça um Planejamento durante a quarentena

De fato, a situação é bastante preocupante. Contudo, você pode evitar a evitar a falência da empresa durante o isolamento social.

Diversos especialistas no assunto estão sugerindo algumas medidas que podem ser aplicadas e que vão te ajudar a não fechar suas portas. Veja!

1.   Ajuste Sua Produção e Faça um Planejamento

De acordo com especialistas o primeiro problema a ser enfrentado aqui é obviamente a queda de procura.

Sendo assim, o pequeno empresário precisa encontrar meios de ajustar sua produção.

 Dica aqui é criar uma estratégia de crise da mesma forma como criamos um plano de negócios.

Também é necessário considerar redução de gastos e otimizações nesse momento de recessão.

2.   Revise Contratos com Fornecedores Para Evitar a Falência da Empresa Durante o Isolamento Social

O segundo passo para vencer essa crise e não fechar as portas é entender que os contratos podem ter se tornado desproporcionais e revisá-los.

Entretanto, você deve entrar em acordo com o colaborador pensando em não descumprir o que foi acordado. Tente prazos maiores ou redução de quantidade de produtos.

3.   Repense Seus Funcionários

Sem dúvida, a demissão deve ser a última coisa a ser pensada nesse tipo de situação.

Então, você precisa de alguma forma, estabelecer um novo sistema de realocação.

A princípio temos as seguintes opções:

  • Trabalho em home Office;
  • Acordo para redução momentânea de salário com ajuste no futuro;
  • Também é possível dar férias a uma parte dos funcionários;
  • Utilize o banco de horas;

4.   Nova Modalidade de Serviço

Caso seu negócio permita, mude seu sistema de funcionamento para evitar a falência da empresa durante o isolamento social.

Muitas empresas podem passar a oferecer serviços online ou na modalidade delivery.

Mas caso não seja possível como é o caso dos salões de cabeleireiros e clínicas estéticas, por exemplo, você pode criar pacotes de serviços que podem ser pagos agora e utilizados no futuro.

Crie promoções e pacotes com preços especiais, priorize clientes assíduos, etc.

O importante é conseguir que s pessoas continuem consumido mesmo que em menor escala.

Alguns empreendimentos, inclusive, até procuram trabalhar serviços e produtos que estão um pouco fora do seu ramo. É uma possibilidade!

5.   Ajuda Externa

O governo e os bancos também podem ajudar seu negócio com a dispensa ou adiamento de pagamentos de tributos e dívidas.

Também é possível conseguir uma linha de crédito com facilidades, mas só faça isso em último caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: